Scrum não torna nenhum time ágil!

Pessoas de negócio acreditam que determinados requisitos são óbvios demais para precisarem estar escritos em um documento. Gente de tecnologia reclama que as especificações não são claras e cobram por mais detalhes nas solicitações. Quando as features são implementadas, time de negócio não tem tempo de avaliar prontamente a entrega. O time de tecnologia, por sua vez, quando recebe o retorno diz que precisa que aguardem seu sprint terminar. Para tentar resolver, cria-se mais processos e mais burocracia, como já falamos aqui no blog.

Apesar de dar enfoque nas discussões sobre os artefatos, você acredita que é ágil por que os chama de user stories e os escreve em post-its. Apesar de priorizar o fechamento do sprint e o processo, acredita que é ágil por estimar usando planning poker e fazer reuniões em pé.

O desenvolvimento ágil de software, para começar, não é fazer programação em pares, TDD, ou Histórias de usuário (…) Quanto mais se impõe regras rígidas, mais se restringe a capacidade natural dos integrantes da equipe para criar regras. Por fim, eles perdem a capacidade de serem realmente ágeis.

Jurgen Appelo no livro Management 3.0

A aparente leveza dos métodos ágeis comparados às abordagens tradicionais, pode nos induzir a acreditar que eles, por si só, enlatem a agilidade. Neste caso, uma boa adaptação deles pra nossa organização seria o suficiente para nos tornarmos ágeis. Os métodos prescritivos tem substituído nosso senso crítico que nos permite analisar, compreender e aplicar os princípios da agilidade no dia a dia.

Não que a simplicidade dessas metodologias, que permitiram a massificação da “agilidade”, não tenham trazido benefícios, porém como diz o bordão clichê do mercado corporativo, temos que ser focados em resultado. No fim do dia, por mais “cool” que seja uma metodologia, precisamos entender como nossas ações geram valor para o negócio. Como entregamos mais software de qualidade, em menor tempo, com menor esforço, resolvendo o problema certo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *