Como ser um programador melhor?

Ayende recomenda: “Estude código ‘dois níveis’ mais avançados do que aquele que você escreve”

“Como ser um programador melhor?”. Encerramos uma conversa com Oren Eini (aka Ayende Rahien), para nosso canal no YouTube, fazendo exatamente essa pergunta. No vídeo abaixo, destacamos o que ele respondeu.

Oren é o líder criativo e técnico para desenvolvimento do RavenDB – base de dados NoSQL, escrita em C#. Também é um dos maiores contribuidores para o NHibernate e, também, criador de profilers para o CosmosDB, NHibernate e Entity Framework. Seu blog está ativo há quase duas décadas e ele é, seguramente, um dos melhores programadores do mundo em atividade.

Para Oren, algumas práticas que ajudam a melhorar as habilidades de um programador são:

  1. Estude código de qualidade escrito por outros. Ele indica procurar repositórios com projetos de áreas de interesse e “mergulhar” no código até o entender. Isso pode demandar um bocado de disciplina e persistência. Quanto mais código você lê, mais você entende padrões de codificação que transcendem linguagens e plataformas.
  2. Externar o entendimento sobre todo projeto que for estudado. Ele, há anos, compartilha reviews aprofundados dos projetos de código que analisa.
  3. Não tenha receio de se sentir “não inteligente”. Entre em contato com os autores dos códigos que está estudando para tirar dúvidas. Segundo ele, a maioria dos desenvolvedores que compartilha código fica feliz em explicar suas ideias, sobretudo sobre aspectos extremamente técnicos.
  4. Estude código “dois níveis” mais avançados do que aquele que escreve no dia-a-dia. Em algum momento, o conhecimento adquirido analisando código assim vai ajudar a encontrar soluções para desafios no futuro.

Inspirador, não? Mãos a obra! Como ele diz: respire fundo, encha sua caneca com café e estude código mais avançado do que aquele que você escreve. Você consegue!

Se ainda não o fez, inscreva-se no nosso canal no YouTube!

Elemar Júnior

Microsoft Regional Director e Microsoft MVP. Atua, há mais de duas décadas, desenvolvendo software e negócios digitais de classe mundial. Teve o privilégio de ajudar a mudar a forma como o Brasil vende, projeta e produz móveis através de software. Hoje, seus interesses técnicos são arquiteturas escaláveis. bancos de dados e ferramentas de integração. Além disso, é fascinado por estratégia e organizações exponenciais.

Talvez você goste também

Carregando posts…

Mais posts da série Como ser um programador melhor?

2 Comentários
  1. Alberto Monteiro

    Elemar como se dá esse rankeamento do código? Como saber que esse outro código está a 2 níveis de “dificuldade”.
    Eu me identifiquei bastante, mas esse aspecto aí do rank ficou bem abstrato para mim.

    1. Elemar Júnior

      Difícil dizer. 🙂

      Eu acho que a ideia do Oren era ser abstrato mesmo. Mas, usando o exemplo que ele compartilha no vídeo. Você precisa manter um dicionário na memória – um nível abaixo seria saber qual das estruturas do .NET se encaixa melhor a sua necessidade. – dois níveis, seria entender como ela foi implantada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *